Voz Oblíqua: Maio 2005
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Agosto 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Current Posts
  • Marcadores / Categorias

  • Adopção
  • Agradecimentos
  • Amigo(a)s
  • Animais não-humanos
  • Apelos
  • Blogs
  • Confissões
  • Contribuições
  • Correntes
  • Crónicas
  • Dedicatórias
  • Efemérides
  • Emoções
  • Entretenimento
  • Exasperações
  • Família
  • Filmes
  • Glórias e Vitórias
  • História e Estórias
  • Imagens
  • Livros
  • Lugares
  • Música
  • Momentos embaraçosos
  • Natal
  • Novidades
  • Oops...
  • Opiniões
  • Páscoa
  • Politiquices
  • Recordações
  • Retóricas
  • Revoltas
  • Rir é o melhor remédio
  • Solidariedade
  • Sugestões
  • Teasings
  • Teatro
  • Televisão
  • Testes
  • Trabalho
  • Vida real

  • Vozes intercessoras

  • A Ouvinte do Bikini Laranja
  • About last Night
  • Adorei estes Dias
  • Amar-ela
  • Baton de Cieiro
  • Blogotinha
  • Cidade Mágica
  • Confidências
  • Cumentarius Ignorantes
  • Divas & Contrabaixos
  • Efeito Fotoeléctrico ou Introdução à Teoria da Relatividade Restrita
  • Espelhos e Labirintos
  • EuE
  • Fábulas
  • Fabulosamente Louca
  • Farinha Amparo
  • Francisco del Mundo
  • Lote 5 - 1º Dto.
  • Mesa de Café
  • Nimby Polis
  • Notas de Aveiro 1.9
  • O Blog que não e meu
  • O Polegar Verde
  • Palavras ao Acaso
  • Palavras entre Palavras
  • Pandora's Box 2.0
  • Pé de Meia
  • Pseudoblog
  • Respostas Paralelas
  • Voz em Fuga
  • Unknown
  • A Revolta dos Pastéis de Nata
  • Carlos Moura
  • Corpo Dormente
  • Espero bem que não...
  • Gato fedorento
  • João Seabra
  • Blogopédia
  • Consultório da Kitty
  • Designed by Xilla

      Hit Counter

      Contagem decrescente para a caça mais atroz do mundo inteiro...

      ANIMAL

     
    No comments... terça-feira, maio 31, 2005

    Image Hosted by ImageShack.us



    Ou melhor: um comentário! Unzinho só! Posso? Então aqui vai: estou mesmo a rever uma personagem aqui! "Vocemecês" que conhecem o meu círculo de amigas vêem o mesmo que eu?!? (Ela que nos perdoe...)

    Etiquetas:

    We are family, I've got all my sisters with me... sábado, maio 28, 2005

    Pois é...

    Depois de «As Obras completas de Shakespeare em 97 Minutos», «Confissões das Mulheres de 30» e um espectáculo menos ortodoxo, o «Levanta-te e Ri», estourei com o resto dos trocos que sobraram para o final do mês n'«A Partilha»! [Raios, que a cultura é muito cara neste país...]


    Image Hosted by ImageShack.us

    Depois de me terem tirado todas as perspectivas com argumentos de que o espectáculo ficava aquém da expectativa, devo confessar que estou surpreendida!

    Surpreendida porque não me lembro de alguma vez ter visto um espectáculo com uma cenografia tão bem conseguida e extremamente bem trabalhada.

    Surpreendida com a prestação de Teresa Guilherme, que no papel de Selma faz ver a muito boas actrizes que por aí andam com o canudo do conservatório na mão (isto só vem provar a minha teoria de que o canudo é, no modo geral, uma perda de tempo; porque se uma pessoas nascer com talento para uma determinada área não precisa de se especializar porque já é especial)...

    O texto envolve-nos em contornos semelhantes ao de uma tragicomédia; ora vamos às lágrimas, ora estamos a rir às gargalhadas! O conceito de "chuva dourada" adquire todo um significado nunca antes explorado! =D E aquela deixa: "Selma, vai apanhar no cú!" com uma resposta típica de mulher desesperada não deixa ninguém indiferente!

    Entre uma e outra falha técnica, foi um excelente programa de sexta-feira à noite! (Agora vou mas é poupar porque não ponho os pezinhos no teatro tão cedo...)


    Sinopse

    Reunidas durante o enterro da mãe, quatro irmãs- - Selma (Teresa Guilherme), Regina (Silvia Rizzo), Maria Lúcia (Rita Salema) e Laura (Patrícia Tavares) reencontram-se após muito tempo de afastamento para fazer um levantamento dos bens da família e discutir as suas vidas.

    Através da partilha dos bens - da venda do apartamento na Lapa à divisão de um serviço de chá de brinquedo - estas irmãs confrontarão as suas opções, destinos, estilos de vida e expectativas. As divergências são inevitáveis, pois seguiram caminhos muito diferentes. Selma, casada com um militar, leva uma vida disciplinada em Campo de Ourique, o seu bairro de eleição. Regina, liberal e esotérica, não costuma se reprimir e tem uma visão "alto astral" da vida. Lúcia teve a coragem de abandonar um casamento convencional e o filho para viver um grande amor nos Estados Unidos. E Laura, a eterna adolescente, revela-se uma intelectual sisuda e surpreende as irmãs com suas opções.

    Além de fazerem um balanço do passado, marcado por revelações e intimidades, as quatro irmãs são obrigadas também a enfrentar novas exigências do quotidiano: Selma, a mais conservadora, tem que lidar com a gravidez de Sandra, a filha adolescente, e Regina, apesar de toda energia positiva, é obrigada a encarar momentos de solidão. Lúcia convive com a rejeição do único filho e quer mostrar às irmãs que é mais do que uma fútil. Laura, por sua vez, uma militante de afirmação profissional e sexual, reaprende a rir com as irmãs mais velhas.

    Enquanto aguardam a divisão dos bens, estas mulheres viverão intensamente afinidades, problemas e diferenças. A turbulenta venda do apartamento representará uma reviravolta nas suas vida: elas sabem que nunca foram tão cúmplices - e tão irmãs.

    Etiquetas: ,

    Pessoas como Nós :: Novo romance de MRP quinta-feira, maio 26, 2005

    "Os homens nem sempre avançam, nem sempre atacam. Alguns preferem esperar, deixar que o tempo lhes traga o que mais precisam, para nunca terem de tomar decisões. O Fred é assim, como um lobo, e os lobos preferem morrer de fome a cometer um erro. Ele nunca dará um passo em frente."

    Image Hosted by ImageShack.us

    Goste-se ou não, Margarida Rebelo Pinto é a autora portuguesa que melhor lega o estado das relações homem / mulher / homem em pleno Século XXI. Sou uma acérrima fã, não li - devorei - todos os seus livros, cito-a inúmeras vezes, e desejo poder um dia trocar consigo dois dedos de conversa.

    Até lá, partilho com todos os fãs desta autora o tremendo desejo de ler este livro. Dentro de dias já terei opinião formada!

    Nota: Uma pequena nota de rodapé, e que nada tem a ver com MRP; depois de ter visto Confissões das Mulheres de 30 não queria deixar passar a oportunidade de vos aconselhar esta peça que arrancou inúmeras gargalhadas ao público que rebentou a sala pelas costuras! O texto é inteligente e a encenação está muito bem conseguida. As actrizes são qualquer coisa de fenomenal...

    Etiquetas:

    A minha primeira vez... quarta-feira, maio 18, 2005

    ...inserida numa corrente da blogosfera! Que é que vocês pensaram??? Seus maliciosos...

    A
    Kitty desvirginou-me e aqui estou eu, uma inexperiente, a tentar assumir a postura do "eu-controlo-tudo".

    Mas vamos ao que interessa:

    Que fazes neste momento?
    [Esta é fácil...] Respondo a este inquérito com a mão direita, enquanto afago o meu "menino", o
    Sebastião, com a mão esquerda!

    Planos para o fim-de-semana?
    A única coisa que está realmente planeada é ir ao
    Teatro Aveirense assistir às Confissões das Mulheres de 30!
    Para além disso, e caso algum Santo caia do altar e o Benfica ganhe o campeonato, provavelmente emigrarei para o país vizinho, pois se os adeptos resolverem todos sacudir os cachecóis ao mesmo tempo vai-me dar um grande ataque de alergia ao pó! Ai vai, vai...

    Que coisas te causam stress neste momento?
    Ter que fazer as malas em tempo recorde, viajar até Aveiro, não saber se vou conseguir adiar uma oral de alemão (blaaaaargh!) que estava marcada para amanhã, ir a duas bibliotecas requisitar livros necessários para o trabalho de Seminário, preparar (de facto!) o trabalho de Seminário para amanhã de manhã... Ufa, até me cansei só de escrever!

    Que fizeste desde que acordaste?
    Levantei-me, fui ao WC lavar a cara, tomei o pequeno-almoço, consultei a caixa de e-mail, enviei um e-mail à prof. de Alemão para avaliar a hipótese de me adiar a oral, visitei a
    Kitty (nada de novo), a Gotinha (não sei onde aquela miúda arranja tempo para postar tantas coisas giras), abri o meu Voz Oblíqua (ninguém me liga...) e o P'los Animais (ando seriamente a ficar preocupada, pois de um momento para o outro parece que todos se esqueceram dos animais, e o blog perdeu imensas visitas), preparei o almoço, almocei, tomei banho e vim responder a este inquérito incrível...

    A quem passas este inquérito fantástico?
    Ora bem! Após longa análise os seleccionados são:

  • A Xana, do Bloco de Notas, porque gosto do seu espaço, porque é mais nova ainda do que eu na blogosfera, e porque gosto do modo simples, mas efectivo, como escreve (e se acompanhar o questionário com uma das suas fotos, ainda melhor;
  • Ao MrX, residente no Hipócrates, porque estou com muita curiosidade de saber como é o dia-a-dia de um estudante de medicina que encontra ainda tempo para escrever as coisas fantásticas que escreve;
  • Ao Rui (aka Médio_Centro), aquele que tem um Sorriso Cativante, porque ele é muito simpático, porque andamos desaparecidos dos blogs um do outro durante muito tempo, e porque acredito que incluí-lo nesta corrente lhe vai lembrar que afinal eu não esqueci o seu espaço!

  • E pronto, espero que estes meus caros amigos aceitem o desafio, e se por acaso também vos desflorei, ao menos que tenha sido devagarinho! =D

    Etiquetas:

    Torna-te um verdadeiro publicitário! terça-feira, maio 17, 2005

    Queres publicitar o teu espaço ou o teu produto, mas não tens formação em publicidade ou qualquer criatividade?

    Hoje em dia, na internet, encontram-se ferramentas para tudo! Experimenta o
    Sloganizer...

    [A cada refresh um novo slogan.]

    Em plain text:

    Voz Oblíquatastic!

    Ou em imagem:

    Image Hosted by ImageShack.us

    Etiquetas:

    Programa de Segunda-feira à noite | As Considerações

    A propósito do programa de segunda-feira à noite tenho a tecer as seguintes considerações:

  • Odiei o brasileiro... O humor deste artista de stand up é brejeiro, e como diria o Caco Antibes (quem se lembra do Sai de Baixo?), «coisa de pobre»;

  • Sá Leão, amigo, continua na realização daqueles filmes de acção que nós sabemos, que é pra isso que tens jeito; tanto no hip-hop, como no stand up, és uma nódoa (percebes agora porque quase ninguém te bateu palmas quando saíste do palco?);

  • Miguel Sete-Estacas: estás lá; engraçado, simpático, e muito à frente com as novas tecnologias;

  • Francisco Menezes: és brilhante!!! Tenho pena que o teu talento esteja confinado à comédia, porque tens pinta e estilo para trabalhar noutros registos e noutras áreas;

  • Oh Rocha, és grande (tens pra aí 20cm), mas a tua parte soube a pouco; a quase nada, aliás;

  • Last but not the least, deixem o Miguel Barros trabalhar à vontade! Já não lhe basta o fardo de ter de substituir um comediante que há muito havia conquistado a simpatia do público (o Marco Horácio, mais conhecido por sem-pescoço), não têm de andar constantemente a fazer comparações!!! Achei-o muito engraçado e simpático, mas infelizmente denotava-se ainda pouco à vontade (continuo a achar que as constantes comparações ou os "vai para casa!" vindos do público são completamente desnecessários para a progressão do apresentador...
  • Etiquetas: ,

    Programa de Segunda-feira à noite segunda-feira, maio 16, 2005

    Image Hosted by ImageShack.us

    Se me dão licença eu vou ali ver isto e já volto!

    Etiquetas: ,

    A vida explanada domingo, maio 15, 2005

    Image Hosted by ImageShack.us

    Ao primeiro dia Deus criou o Cão.

    Ele disse: "Senta-te junto à porta de casa durante todo o dia, e late a todos os que entrem ou que passem. Dar-te-ei um período de vida de 20 anos".

    O Cão replicou: "Isso é demasiado tempo para ser passado a latir. Dá-me apenas 10 anos, e toma de volta os restantes 10".

    E Deus consentiu...

    Ao segundo dia Deus criou o Macaco. Disse-lhe: "Entretém as pessoas; faz truques e fá-las rir. Dar-te-ei 20 anos de vida"!

    E o Macaco refutou: "Quão aborrecido! Truques durante 20 anos? Não me parece... O Cão deu-te de volta 10 anos, e assim o farei também, ok?"

    E Deus acatou...

    Ao terceiro dia Deus criou a Vaca. Disse-lhe então: "Deves ir para o campo com o camponês durante todo o dia. Vais sofrer muito debaixo do sol. Darás à luz pequenos vitelos e o teu leite servirá também o Homem. Dar-te-ei 60 anos de vida".

    A Vaca replicou: "Parece-me ser uma vida demasiado dura para pretenderes que eu aguente durante longos 60 anos. Deixa-me gozar apenas de 20, e dar-Te-ei de volta os outros 40".

    Deus acordou de novo.

    Ao quarto dia Deus criou o Homem.

    Ele disse-lhe: "Come, dorme, brinca, casa e goza a tua vida! Dar-te-ei 20 anos de vida"!

    E o Homem questionou: "O quê? Apenas 20 anos??? Deixa-me desafiar-Te ao seguinte: eu fico com os meus 20 anos, mais os 40 anos que a Vaca te devolveu, os 10 restantes anos do Macaco, e os outros 10 que o Cão recusou. Assim somarei 80 anos, ok?"

    "Ok," Deus anuiu, "temos acordo!"

    Então é por isso que passamos os primeiros 20 anos a comer, a dormir, e a brincar sozinhos (se é que me faço entender); nos 40 anos seguintes somos escravizados debaixo do sol para sustentar a nossa família; nos 10 anos imediatamente a seguir fazemos truques para entreter os nossos netos; e nos 10 anos últimos sentamo-nos no alpendre e latimos a todos os que por lá passam!

    Agora a vida ganha outro sentido, não?

    Etiquetas:

    Aqui vou ser feliiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiz...

    Aproveitando a deixa da Pandora, fui à procura da minha casa de sonho!

    Percebi que estar acolhida pela natureza, numa casa que se confunde com a paisagem, deve ser agradavelmente deleitável. Nada de luxo ou sofisticação...


    Image Hosted by ImageShack.us

    Procurem também a vossa

    Etiquetas:

    A verdadeira mulher tem sempre trunfos escondidos... sexta-feira, maio 13, 2005

    Etiquetas:

    A Frase do Dia no Vaticano quinta-feira, maio 12, 2005

    Já não há ovelhas tresmalhadas no rebanho do Senhor, porque agora temos um Pastor Alemão!!!

    Image Hosted by ImageShack.us

    Etiquetas:

    Como detectar um Gay quarta-feira, maio 11, 2005

    [Organizado por categorias]

    Image Hosted by ImageShack.us

    Chegar aos trinta anos e não ter barriga.

    Cat. ::: 100% Gay

    Chupar gelados.

    Cat. ::: Paneleiragem!

    Nota ::: As únicas coisas que um homem de verdade pode chupar são precisamente essas partes das mulheres que estão a imaginar.

    Ter um gato.

    Cat. ::: Homossexual consumado


    Nota ::: Um gato é como um cão porém em versão paneleira, lava-se com a sua própria lingua, come peixe e nunca se embebeda. Pode-se dizer que o homem que vive só com um gato na sua casa, vive numa profunda relacão gay. Senão vejamos: um cachorro chama-se com dignidade masculina, "Vem cá, savimbi" ou "sai daqui meu sacana", porém a um gato... "Bsss-bsss-bsss, kiti kiti kiti, vem cá bichaninho, meu gatinho lindo".

    Não ir à caça ou à pesca porque não há casa de banho.

    Cat. ::: Maricas !

    Nota ::: Um verdadeiro homem caga ou mija onde estiver.

    Pedir café descafeinado, bica pingada, carioca ou coisas similares!

    Cat. ::: Paneleiro !

    Nota ::: Café é café, deve ser forte... é masculino! As únicas coisas que se podem adicionar ao café são bagaço e whisky, tudo o resto é coisa de larilas.

    Saber o nome de mais de quatro bolos!

    Cat. ::: Mariconço!

    Nota ::: Um homem só conhece o suficiente para o café da manhã no bar da esquina. Onde é que se viu um verdadeiro homem entrar numa pastelaria e dizer "por favor, poderia dar-me dois "éclair", um "palmier" e um "travesseiro"?" Com 18 equipas na divisão principal e 22 jogadores em cada uma... quem é que ainda vai ter lugar na memória para recordar nomes de bolos...


    Conduzir com as duas mãos.

    Cat. ::: É muito gay. Larilas !

    Nota ::: Se os "cowboys" conseguen laçar touros com uma só mão... porque é que um homem precisa das duas mãos para segurar o volante. As duas mãos no volante só em dois momentos: ultrapassar ou tocar a buzina; no restante, a mão direita deve estar livre para poder sintonizar o rádio, falar pelo telemóvel ou fumar, comer uma sanduíche, e segurar a lata de cerveja.


    Adorar dançar...

    Cat. ::: Bichona!

    Nota ::: Os homens só dançam pela necessidade de arranjar uma gaja, mas daí a adorar dançar...


    Conhecer os nomes de actores e actrizes da moda e em que filmes ou novelas actuaram!

    Cat. ::: Coisas de "alegre"...

    Nota ::: Um homem de verdade só se lembra de ter visto um determinado actor num outro filme a cortar cabeças com um facalhão em cada mão.


    Reparar se uma mulher se veste bem ou mal e conseguir lembrar-se de que côr era o seu vestido.

    Cat. ::: Paneleirão!

    Nota ::: Um homem a sério só se lembra de como ela era boa.


    Verificar a validade em todos os produtos.

    Cat. ::: Bichona!

    Nota ::: Um homem com eles no sítio é imune aos produtos vencidos.


    E tu, com o que te identificas? Ficaste preocupado?!?

    Etiquetas:

    Um fã muiiiiiiiito especial

    Encontrei-o...


    Image Hosted by ImageShack.us

    Mais uma prenda descoberta pela Gotinha!

    Etiquetas:

    Finalmente fui assistir... sábado, maio 07, 2005

    Image Hosted by ImageShack.us


    ...às Obras Completas de William Shakespeare em 97 Minutos, pela Companhia Teatral do Chiado! Depois de ter perdido as suas actuações em Aveiro e no Porto, não podia deixar escapar a sua visita a Santa Maria da Feira, mas propriamente ao Europarque!

    Longe de ser o texto mais hilariante, como muitos amigos mo haviam descrito, este foi sem dúvida o espectáculo com maior interactividade entre artistas e público que alguma vez vi (e lembrem-se que assisto a concertos com alguma regularidade)!

    (In)Felizmente depois de se assistir a Sexo, Drogas e Rock n' Roll, com Diogo Infante, ou ao Trifásico, com Paulo Matos, a nossa capacidade para avaliar o tom cómico e inteligente de qualquer texto fica com padrões muito elevados. Esse sim, foram os textos mais engraçados de que alguma vez tive oportunidade de ver encenados!

    De qualquer modo, recomendo fortemente As Obras Completas de William Shakespeare em 97 Minutos "mais coisa, menos coisa"; que mais não seja, o desfecho da peça vale por toda a tradução do texto original.

    Etiquetas: ,

    I'm back...

    Mudanças [subst. feminino (plural)]
    1. acto ou efeito de mudar; muda;
    2. deslocação;
    3. modificação; transformação; alteração;
    4. troca; substituição;
    5. variação;
    6. renovação;
    7. (veículo automóvel) engrenagem que permite a alteração de marcha e velocidade;

    Eis o porquê do meu súbito e injustificável desaparecimento da internet e afins! Eis o porquê de não me ter dedicado com afinco ao
    P'los Animais (que continuo a respeitar muitíssimo), ao ·▪•●Brainstorming●•▪· (não me consigo perdoar por não postar lá mais vezes), ou a este Voz Oblíqua, onde em tempos fui dando largas à imaginação (ou se preferirem: onde em tempos dei lugar às minhas diarreias (subs. fem.; MEDICINA evacuação intestinal que se repete, em regra, com frequência maior que a normal, e em que as fezes são pastosas, semilíquidas ou líquidas) mentais!

    (Vou ali vomitar e já volto...)

    Acontece que a vida nos prega partidas, nem sempre engraçadas, e que devemos olhar com o orgulho, o respeito e a força necessárias para sair delas vitoriosos! A vida próspera e indepente destes 3 anos passados transformar-se-á na célebre azáfama do dividir-a-casa-com-mais-3-gajas-que-não-conheço-de-lado-nenhum-que-ouvem-música-pimba-e-fumam-que-nem-cavalos!

    Nestes últimos tempos tenho andado l-i-t-e-r-a-l-m-e-n-t-e a empacotar a minha vida, porque matemático nenhum conseguiu resolver a fórmula que explicaria como colocar toda a tralha que se tem num apartamento T1 com 50m² num pequeno quarto que ronda os 6m² (valha-me o WC privativo)!

    Assim, devo encarar estes meses como uma ponte de madeira a cair de podre que me conduzirá ao outro lado, onde espero encontrar de novo uma visão próspera!

    Não vai ser fácil viver só com 4 canais (se desaparecer de vez considerem a hipótese de me ter suicidado) ou sem internet! Futilidades? Talvez... Mas confesso-me viciada! Adeus
    Oprah Winfrey; adeus Sexo e a Cidade; adeus Conan O´Brien; até sempre Jay Leno; vou esperar que a TVI vos coloque de novo na grelha, Just Shoot Me; não sei como vou continuar a aprender convosco, Art Attack...

    Vou ler. Vou ler muito! E estudar... Porque em Setembro tudo isto será uma névoa que ensombrou o passado!

    Alguém tem por aí Prozac?!?

    Nota ::: Agora que sabem quais são os meus programas favoritos, aceitam-se donativos em forma de cassete VHS ou DVD com as respectivas gravações. Pleaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaase...

    (Muito obrigada a todos os que sentiram a minha falta na blogosfera; não imaginei que alguém notasse, mas a minha caixa de e-mail mostrou-me o contrário! Obrigada...)

    Etiquetas:

     

     
     
    |Voltar ao Topo|