Voz Oblíqua: Programa de Segunda-feira à noite | As Considerações
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    Programa de Segunda-feira à noite | As Considerações terça-feira, maio 17, 2005

    A propósito do programa de segunda-feira à noite tenho a tecer as seguintes considerações:

  • Odiei o brasileiro... O humor deste artista de stand up é brejeiro, e como diria o Caco Antibes (quem se lembra do Sai de Baixo?), «coisa de pobre»;

  • Sá Leão, amigo, continua na realização daqueles filmes de acção que nós sabemos, que é pra isso que tens jeito; tanto no hip-hop, como no stand up, és uma nódoa (percebes agora porque quase ninguém te bateu palmas quando saíste do palco?);

  • Miguel Sete-Estacas: estás lá; engraçado, simpático, e muito à frente com as novas tecnologias;

  • Francisco Menezes: és brilhante!!! Tenho pena que o teu talento esteja confinado à comédia, porque tens pinta e estilo para trabalhar noutros registos e noutras áreas;

  • Oh Rocha, és grande (tens pra aí 20cm), mas a tua parte soube a pouco; a quase nada, aliás;

  • Last but not the least, deixem o Miguel Barros trabalhar à vontade! Já não lhe basta o fardo de ter de substituir um comediante que há muito havia conquistado a simpatia do público (o Marco Horácio, mais conhecido por sem-pescoço), não têm de andar constantemente a fazer comparações!!! Achei-o muito engraçado e simpático, mas infelizmente denotava-se ainda pouco à vontade (continuo a achar que as constantes comparações ou os "vai para casa!" vindos do público são completamente desnecessários para a progressão do apresentador...
  • Etiquetas: ,

    5 Comments:

    At 17 maio, 2005 16:21, Anonymous Pedro F. said...

    Mas e o q importa? Divertiste-te? Ñ te vi na t.v.... ;)

     
    At 17 maio, 2005 20:12, Anonymous rato said...

    Tive pena de não ir, contento me a ver em casa. Quanto ao teu blog, está lindo. jokas

     
    At 18 maio, 2005 00:12, Blogger Kitty said...

    Típico, não conseguem ficar quietos e comportar-se como gente, têm logo que rebaixar... :S

    Mas o balanço foi positivo! :)

     
    At 20 maio, 2005 01:44, Blogger ElEkTrO said...

    Oi...Vi o programa todo excepto a 1ª parte e tenho a dizer-te que concordo com tudo o que disseste mas apenas quero deixar aqui a ideia de que acho o Miguel Barros com pouco jeito para apresentar o programa...Era e continuo a ser um fâ do Marco Horacio e acho que o miguel ainda tem de subir uns degrauzitos para connquistar a simpatia do público em geral mas o essencial ele tem,agora resta dar-lhe tempo e espaço para se por á vontade porque notei-o um pouco nervoso e por vezes quase á beira do bloqueio...Conclusão dar-lhe tempo...Para mim o melhor da noite a par de Francisco Menezes (é grande ele!) foi o miguel sete estacas,aquele fato e o carro estavam fantásticos...

    Beijocas****

     
    At 28 agosto, 2005 23:08, Anonymous Anónimo said...

    Pois...e tu pelos vistos n te cansas de atirar postas d pescada sobre o trabalho dos outros...deves pensar k é xegar ao palco e despejar as piadas ( como é k dixest? brejeiras...), ha muito trabalho por de tras de tudo akilo que vês! O Fernando Rocha, tal como muitos outros que pisam aqueles palcos, é comediante por excelencia! E com aquela boca do Francisco Menezes («pena que o teu talento esteja confinado à comédia»)...estás por acaso a insinuar que trabalhar em comédia e fazer aquilo que se gosta não é digno? Devias era reflectir bem, antes de andares a julgar o trabalho dos outros! Vai dar sangue, mó!

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|