Voz Oblíqua: As músicas e o amor (vs. as desilusões)
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    As músicas e o amor (vs. as desilusões) quinta-feira, abril 05, 2007

    Depois de ontem ter ido ver a menina cujas ancas não mentem, e que pede que não nos preocupemos, aquela que, enquanto cantarolava que não importava nem como, ou quando, muitos diziam ser uma autêntica tortura ouvi-la, indaguei-me com a evolução do conteúdo musical entre o álbum anterior, e o mais recente. Senão reparem:

    Underneath Your Clothes
    (Clica para ouvir)


    [...]
    «Because of you
    I forgot the smart ways to lie
    Because of you
    I'm running out of reasons to cry
    When the friends are gone
    When the party's over
    We will still belong to each other»

    [...]

    [Tradução Livre]
    Por tua causa
    Eu esqueci-me das formas ateias de mentir
    Por tua causa
    Estou a ficar sem razões para chorar
    Quando os amigos partem
    Quando a festa acaba
    Nós continuaremos a pertencer um ao outro



    Illegal
    (Clica para ouvir)


    [...]
    «You don't even know the meaning of the words "I'm sorry"
    You said you would love me until you die
    And as far as I know you're still alive, baby
    You don't even know the meaning of the words "I'm sorry"
    I'm starting to believe it should be illegal to deceive a woman's heart»

    [...]

    [Tradução Livre]
    Tu nem sequer sabes o significado da palavra “desculpa”
    Disseste que irias amar-me até morrer
    E tanto quanto sei continuas vivo, querido
    Tu nem sequer sabes o significado da palavra “desculpa”
    Começo a achar que deveria ser ilegal decepcionar o coração de uma mulher



    Pois é, parece que as desilusões amorosas tocam a todos!!! Até uma sensualíssima cantora que põe milhares de fãs a abanar as ancas já provou o sabor a fel... Não, isto não é um post-consolo, não nos devemos regozijar com a desgraça alheia. Pretendia antes que reflectíssemos: por que raio as desilusões amorosas se sobrepõem sempre às mais bonitas melodias de amor?

    Etiquetas: , , ,

    7 Comments:

    At 06 abril, 2007 14:06, Blogger brun0.m@rkez said...

    calha a todos!

     
    At 08 abril, 2007 12:54, Blogger Keia said...

    Passei para desejar uma Boa Páscoa!

    E para dar a notícia de mudanças no meu cantinho!

    Beijinhos grandes! ***

     
    At 08 abril, 2007 23:54, Blogger Eduardo Lara Alves said...

    Para que se espere que a próxima melodia nos toque ainda mais e melhor .

     
    At 09 abril, 2007 23:19, Blogger Dumb said...

    É a natureza humana a procurar a desgraça;)

     
    At 10 abril, 2007 12:51, Blogger Sophia said...

    Acho que a alma portuguesa do fado triste é transversal!
    Tenho semprea a impressão que as canções que mais sucesso fazem andam perto das letras de fazer chorar as pedras da calçada!

    Baci!

     
    At 10 abril, 2007 20:06, Blogger Cakau said...

    Porque é o que vende MAIS! :P

    Beijinhos minha linda *

     
    At 10 abril, 2007 20:39, Blogger Hindy said...

    Voltei para mais uma etapa de trabalho.

    Um beijinho hindyado! :o)

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|