Voz Oblíqua: Today...
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    Today... quarta-feira, março 15, 2006

    ...just for a change:

    Pequenos gestos fazem toda a diferença!

    Change Me. Change Something. Change Someone.

    Etiquetas:

    18 Comments:

    At 15 março, 2006 12:22, Anonymous Pedro F. said...

    já abracei o kão, a minha mãe e agr vou almoçar a kasa da minha avó pra a abraçar... ;) keres k passe p/ aveiro? :P

     
    At 15 março, 2006 14:27, Blogger johnny handsome said...

    Um grande xi-coração... Para ti!

     
    At 15 março, 2006 14:29, Blogger johnny handsome said...

    Ah! Já me esquecia. Cuida-te e continua a ser quem és. Vou estar ausente mas levo-te um bocadinho comigo...Be good!

     
    At 15 março, 2006 16:29, Blogger bolaxamaria said...

    Tanto amor no ar... :p
    às vezes custa demonstrar o que se sente... pelo menos acontece comigo :|

     
    At 15 março, 2006 17:00, Anonymous Anónimo said...

    ando desde esta manhã aos abraços... :p ñ penso k fosse só pa abraçar namorados, pois ñ?
    um beijo da tixa

     
    At 15 março, 2006 17:15, Blogger Adryka said...

    Estava a precisar de um abraço ;) beijinhos

     
    At 15 março, 2006 17:18, Blogger Wakewinha said...

    Mas será que hoje todos me querem abraçar, Pedro? Eu também gosto muito de ti, pah! Tantos anos...

    Johnny, obrigada! Sente-te retribuído. Continuarei, de certeza. Está nos meus princípios! ;) BBS*

    Bolaxa, o meu abraço desta manhã foi carregado de amor, mas não necessariamente por um namorado, percebes? Ama-se a família, os amigos... =)

    Tixa, é mesmo isso: abraça todas as pessoas que amas! ;)

     
    At 15 março, 2006 17:18, Blogger Wakewinha said...

    Adryka, então multiplica-o! =)

     
    At 15 março, 2006 18:25, Blogger Eva Shanti said...

    Ao teu post, só posso responder com palavras que não são minhas, mas podiam ser, se o Senhor Pablo Neruda não se tivesse adiantado...

    Bjs

    Quem morre?

    Morre lentamente
    quem se transforma em escravo do hábito,
    repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca
    Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
    Morre lentamente
    quem faz da televisão o seu guru.
    Morre lentamente
    quem evita uma paixão,
    quem prefere o negro sobre o branco
    e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções,
    justamente as que resgatam o brilho dos olhos,
    sorrisos dos bocejos,
    corações aos tropeços e sentimentos.
    Morre lentamente
    quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho,
    quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho,
    quem não se permite pelo menos uma vez na vida,
    fugir dos conselhos sensatos.
    Morre lentamente
    quem não viaja,
    quem não lê,
    quem não ouve música,
    quem não encontra graça em si mesmo.
    Morre lentamente
    quem destrói o seu amor-próprio,
    quem não se deixa ajudar.
    Morre lentamente,
    quem passa os dias queixando-se da sua má sorte
    ou da chuva incessante.
    Morre lentamente,
    quem abandona um projecto antes de iniciá-lo,
    não pergunta sobre um assunto que desconhece
    ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

    Evitemos a morte em doses suaves,
    recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior
    que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade.

     
    At 15 março, 2006 18:31, Blogger johnny D said...

    Já vou seguir esse conselho!

     
    At 15 março, 2006 21:27, Blogger A.J.Faria said...

    Olá, Wakewinha!
    Todos nós podemos construir uma sociedade um pouco melhor, basta ter um pouco de amor em tudo o que fazemos!
    Bjs,

     
    At 16 março, 2006 10:44, Blogger Miguel said...

    quero amar mais gente, pois os abraços, esses, não tem fim.

     
    At 16 março, 2006 12:20, Blogger Wakewinha said...

    Eva, acreditarás se te disser que esta imagem surgiu precisamente depois de ter estado a partilhar esse poema com uma pessoa deveras importante na minha vida, que acabou a dar-me um grande abraço? ;)

    Segue, sim!, Johnny, porque é dos bons!

    Mas o amor já não é o móbil do mundo, A. J.! =(

    Eh lah, Miguel, tens um coração assim tão grande? ;)

     
    At 16 março, 2006 12:44, Blogger Sara MM said...

    Qd se diz que o amor é tudo...........

    BJs

     
    At 16 março, 2006 20:29, Anonymous 23 jan, dois mil e nunca mais said...

    Viver e amar,
    é sofrer e chorar,
    Mas quem ama e chora,
    por dentro, com medo,
    de falar e partilhar,
    acaba por sofrer,
    sem chegar a viver,
    e o sol apaga,
    a chuva seca, o ar pára
    o nó aperta, e dói
    e são longas as noites,
    e tristes as manhãs.
    Tudo nasce,
    pra morrer um dia,
    triste, só de pensar
    que vai partir, nao por ir
    mas por n ter chorado junto,
    amado mais,
    e o nó aperta, e a lágrima seca.

     
    At 16 março, 2006 22:59, Blogger papoilasaltitante said...

    GRANDE FRASE!!! Há que pôr o conselho em prática!
    Bjs

     
    At 17 março, 2006 09:15, Blogger Wakewinha said...

    E o amor pode tomar inúmeras formas, né, Sara? =)

    23 de Janeiro... Ermm.. isso é...?

    Todos os dias, Papoila, todos os dias! ;)

     
    At 17 março, 2006 16:12, Anonymous Ion Batery said...

    ...Impulse?

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|