Voz Oblíqua: Há coisas em que é difícil acreditar...
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    Há coisas em que é difícil acreditar... terça-feira, abril 18, 2006

    Numa conversa do MSN confessava-me uma aluna (peço desculpa pelos erros ortográficos, mas respeitei a forma de escrita original da minha interlocutora):

    - Eu tenho xorado tanto... Ixto num devia ser normal...
    - Claro que é normal. Ele fazia parte da tua vida, apesar de tu não fazeres parte da dele.
    - Max eu num o conhexia pexoalmente...
    - Isso não importa para a tua estrutura emocional: ele entrava pela tua casa todos os dias, por isso é natural que te sintas próxima dele! É natural que te custe perceber quão frágeis nós somos, ainda mais quando a mensagem te é veiculada por uma situação tão assustadoramente repentina, e quase irreal!
    - Então num devo ter vergonha de xorar?
    - Claro que não! Só mostra que és capaz de sentir e que começas a perceber o significado da perda.

    Francisco Adam [1983-2006]Os mais atentos perceberão o contexto em que se situou esta troca de palavras. E apesar de eu não querer escrever em homenagem (porque a homenagem prestei-lhe em vida, admirando o seu trabalho) deste jovem que partiu da forma mais estúpida que pode haver - Deus me livre de morrer num acidente de viação -, a verdade é que considero naturalíssimo que a morte de uma figura pública nos choque, ainda mais quando a sua imagem nos vai continuar a entrar pelo ecrã durante os próximos dias, cheia de vida, de piada e de entusiasmo!

    O importante será retirar daqui uma grande lição, e percebermos que somos pequenas e débeis velas que se podem apagar a qualquer instante...

    Às "minhas" meninas (leia-se alunas) que estão muito chorosas, um grande beijinho de consolo, mas uma chamada de atenção para não chorarem pela personagem, mas pelo ser-humano!

    Etiquetas:

    6 Comments:

    At 18 abril, 2006 13:44, Blogger brun0.m@rkez said...

    já comentei no Cumentarius sobre este assunto!
    É óbvio que não é agradável e o miudo parecia ser bom moço, mas não é necessário o alarido que se vê na TV. Morrem outros tantos e toda a gente se está bem a cagar pro facto. E fico chateado, com certeza que fico chateado, quando vejo velhas a chorarem por ele sem nunca o terem visto na vida porque ele era como um filho ou um neto! Visitarem o lugar onde morreu para ganharem algum protagonismo, ou o proprio local do funeral na tentativa de uns miseros segundos de antena...
    É por estas razões que às vezes tenho vergonha das minhas raízes, pk por mais que digam que estão a homenagear estão apenas a usar a terrível situação da morte de um jovem nas estradas para fazer audiências...
    Deixem o puto descansar!!

     
    At 18 abril, 2006 15:39, Blogger mnica ;* said...

    à parte a tragédia (que realmente só afecta a família directa) penso na tragédia das nossas estradas, tooodoooos os santos dias!!

    Deus me livre de morrer num acidente de viação eu preferiria a morte que a dificuldade de aprender a viver com menos habilitações!
    as pessoas mais corajosas que conheço são as que lesionadas em tais tregédias, arregaçam mangas, dão a volta à vida e constroem uma nova!

    Acho que devemos emocionar-nos. Mas que nos sensibilize para o que nos rodeia e nos ponha alerta afim de retribuir a dádiva que a Vida é!

     
    At 18 abril, 2006 15:50, Blogger Nilson Barcelli said...

    Não conhecia o Adam, pois nunca vi o Morangos com Açúcar.
    É usual o tipo de atitude como o das tuas alunas. Sempre foi. E não é grave, mas há de facto alguma distorção nas emoções, pois eu também penso que muita gente chora o personagem, dado que não conhecia a pessoa.
    Beijinhos

    PS: fui ver a tua comida vegetariana (e das tuas colegas de blog).

     
    At 18 abril, 2006 21:35, Blogger Alien David Sousa said...

    Tenho um desafio para ti no meu blog.É logo no 2 texto
    bjs
    já viste a dança que te dediquei ;)

     
    At 19 abril, 2006 01:36, Blogger Alien David Sousa said...

    VOU TER DE TE ARRASTAR ATÉ AO MEU BLOG?
    Tenho lá um desafio para ti. Algo que podes fazer que marque a diferença. Não são as manias, ou os medos, ou esses tipos de desafios.
    É um desafio especial, e porque o é, eu escolhi-te para ele entre outos 4 bloggers.

    Já agora vai VER A PORRA DA DANÇA DOS GATOS que te dediquei!

    Beijinhos

    p.s não quero comentar o teu post, apenas dar as minhas condolencias à famili

     
    At 19 abril, 2006 21:55, Blogger SoNosCredita said...

    é isso!

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|