Voz Oblíqua: Memo
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    Memo sábado, janeiro 21, 2006

    Cabine de VotoNão, isto aqui do lado não é um vestiário para vos trazer à memória qualquer pensamento obsceno!

    Nem sequer o privativo de um WC público (e se lá resolverem urinar, não assumo quaisquer responsabilidades)!

    É apenas uma cabine de voto para vos recordar o vosso direito cívico de amanhã! Vão lá, e mesmo que não se queiram responsabilizar por qualquer escolha, aproveitem para dar largas à vossa veia criativa e "redesenhem" os candidatos (se o vosso boletim for o mais original, ainda se arriscam a ter honras noticiosas no horário nobre)! Não se envergonhem de perguntar bem alto se não têm outro boletim para vocês, porque não gostam das opções que vos deram. E se demorarem imenso tempo, não se coíbam, afinal não é fácil decidir qual dos candidatos arruinará Portugal mais rapidamente, com a esperança que nuestros hermanos nos queiram agregar a eles!

    Ah, melhor do que qualquer sondagem que promete avançar já com o nome do candidato eleito às 20h de amanhã, tenho uma previsão certa, construída com base numa análise minuciosa ao cérebro previsível dos portugueses! Respondo a todas as questões em privado!

    Não vos vou incitar ao voto consciente. Vou apenas recordar-vos que o conceito "democracia" só faz sentido se fizermos uso dos seus princípios mais básicos!

    Etiquetas:

    1 Comments:

    At 21 janeiro, 2006 17:45, Blogger Filipe said...

    Nem os "nuestros hermanos" nos querem...

    Mas que se dane, vou votar sim, pela primeira vez sem convicção em nenhum candidato. E depois largo este país...

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|