Voz Oblíqua: Final de <i>Sex and the City</i>
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    Final de Sex and the City terça-feira, janeiro 17, 2006

    (Atenção: este post não serve os interesses dos não-curiosos. Pára de ler se não quiseres saber mais sobre o que a TV só irá mostrar ao serão!)

    Está tudo a postos para esta noite: pipocas, pijama confortável e muita curiosidade (confesso que fica a faltar "a" companhia, mas nem tudo pode ser perfeito)! Para quê?, perguntam vocês.

    Hoje à noite a SIC irá transmitir os últimos episódios da minha série favorita de sempre: Sexo e a Cidade! Na passada semana caminhávamos já para o final de uma era, e o véu ficou de algum modo levantado! Gerada a curiosidade, criaram-se expectativas e fizeram-se apostas! Todas as perguntas e respostas para conferir em:

    Episódio 93: An American Girl in Paris (Part Une)
    Episódio 94:
    An American Girl in Paris (Part Deux)

    Há meses que me tentava com a ideia de ler na internet o resumo dos episódios, ou de fazer o download e antecipar a visualização dos mesmos! Mas resisti...

    De qualquer modo há dois dias falava com um amigo que já viu os derradeiros episódios e não consegui evitar fazer uma pergunta: com quem fica a Carrie? Ao invés de replicar, ele lançou no ar uma outra pergunta: com quem gostavas que ela ficasse? Sem grandes hesitações dei uma resposta sob a minha perspectiva romântica: com o Big, obviamente!


    Big & Carrie

    Pela minha resposta sou bombardeada com:
    «Mas o que é que as mulheres tanto gostam nos cabrões?»

    Dada a dureza das tuas palavras, querido Francisco, eu tenho a tecer as seguintes considerações:

    * Sou romântica incorrigível, e acredito em amores impossíveis (esta parte já te tinha dito).

    * As mulheres não gostam de cabrões, mas talvez se sintam tentadas com homens misteriosos...

    * Não julgues que somos masoquistas, pois não é verdade. Temos vontade de ser felizes, mas as mais lutadoras não se agarram a um qualquer [e a propósito disto lembra-te do meu post
    Nós, as Mulheres, e o Casamento, e das duas relações sérias (Aidan e Berger) que a Carrie manteve numa - diga-se que frustrada - tentativa de esquecer o Big]!

    * Por vezes podemos nem sequer estar perante um grande amor, mas basta-nos a visão passada de uma relação mal trabalhada ou por concluir para acreditar que aquele é the one (crê que sei muito bem do que estou a falar). Assim, somos forçadas a voltar ao passado, terminar aquilo que ficou por rematar, para só depois conseguir seguir em frente com "outro" alguém.

    Com tudo isto, penso que será importante referir ainda o facto de que, sem dúvida, e numa perspectiva de compromisso, a mulher prefere homens estáveis e românticos do seu lado, mas, pela aventura e pela excitação, todas se sentem pelo menos uma vez na vida seduzidas pelos "Mr. Big" que assolam o mundo!

    Enjoy the show...

    Etiquetas: ,

    2 Comments:

    At 17 janeiro, 2006 23:30, Blogger Å®t_Øf_£övë said...

    Simplesmente adorei esta tua abordagem ao tema, e tenho que te dizer que estou completamente de acordo com tudo o que dizes. Mas de todas as verdades que dizes, gostei especialmente deste por ser a que mais me tocou, e aquela que eu mais temo:
    "...somos forçadas a voltar ao passado, terminar aquilo que ficou por rematar, para só depois conseguir seguir em frente com "outro" alguém".
    Continuação de boa semana.
    Bjs.

     
    At 18 janeiro, 2006 09:30, Blogger noisiv said...

    Não sei porquê mas nunca fui grande fã desta serie... embora até ache alguma graça (humm humm) à personagem interpretada por Kim Cattrall (a atriz também não é pior humm humm)

    Beijocas

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|