Voz Oblíqua: <i>I'm single and right now that's how I wanna be!</i>
 
    The Voice Mail

 

Voz Oblíqua

Voz: [subst. fem.] Produção de sons emitidos no ser humano pela laringe com o ar que sai dos pulmões; grito; clamor; linguagem; fig. opinião; poder; inspiração; conselho; sugestão. Oblíqua: [adj. fem.] enviesado; torto; vesgo; fig. indirecto; dissimulado; ambíguo; dúbio.
 
 
 

Disse-se em...

Patrocí­nios da Voz

  • Design by Stacee Leung
  • Powered by Blogger
  • Images hosted by ImageShack
  • Search Engine by Free Find
  • Comments System by Haloscan
  • FAQs sobre blogs.

    O Valor da Voz:

    A Encadear a Voz:

     
    I'm single and right now that's how I wanna be! segunda-feira, junho 05, 2006

    Este fim-de-semana, entre conversas de gajas, mistas e afins [], alguém se queixava - começa a ser indesejadamente habitual - do seu lamentável estado de solitária! As mulheres, em particular, lidam cada vez pior com a desilusão da não-existência do Príncipe Encantado com que toda a vida sonharam, e muitas delas tornam-se Maria's, conforme o retrato-robot na crónica em baixo!

    A conversa emanou sem entraves, e acabaram listadas algumas das vantagens de se ser solteiro. Aqui deixo a transcrição da lista que deve apenas ser lida por cavalheiros solitários ou damas solteiras! Os amantes, namorados, casados ou semelhantes que se escusem, pois não irão compreender, e só vão deturpar o que foi conseguido a muito custo: convencer os solitários mais cépticos!
    1. Não temos de lutar pela posse do telecomando da TV.
    2. Não temos de lavar as suas meias malcheirosas.
    3. Não há uma data de sapatos espalhados no meio da sala, daqueles onde tropeçamos quando chegamos às 6h da manhã...
    4. Podemos ficar deitados na banheira o tempo que quisermos, sem ninguém a bater à porta do WC a dizer que o quer usar!
    5. Não temos de fingir orgasmos.
    6. A depilação deixa de fazer parte da agenda semanal.
    7. Nunca ouvimos ninguém dizer com olhar crítico "Não vais vestir isso, pois não?".
    8. Adoramos não ter de contar com ninguém! Se queremos fazer alguma coisa, fazemos...
    9. Controlamos as nossas finanças, e se houver algum deslize será sempre por nossa causa, e não porque o "nosso" homem gastou demais em bares com os amigos.
    10. Se temos a sorte de ter cama de casal, não é tão bom tê-la toda só para nós?
    11. Podemos estar de mau humor sem que ninguém tente tirar "nabos da púcara"!
    12. Não acordamos a meio da noite com o soar do seu ressonar...
    13. Adoramos sair à noite, sem ter de reportar tudo quando chegamos a casa! Quem tem paciência?
    14. Vamos às compras sem traçar planos mirabolantes para esconder as peças no guarda-roupa, para mais tarde fingir que as temos há séculos!
    15. Os convites para sair surgem como cogumelos, e podemos sair com toda a gente despretenciosamente...
    16. Podemos realmente dizer o que pensamos a todos os homens, em vez de estarmos preocupadas em manter a paz.
    17. Outro prazer: comer o que quisermos, às horas que quisermos!
    18. Se fores para o ginásio é porque tu queres, e não porque ele sugere que estás a precisar de perder uns quilinhos!
    19. Estamos sempre à vontade para convidar os nossos amigos para jantar lá em casa sem nos preocuparmos se mais alguém precisa de gostar deles!
    20. Podemos abrir as cortinas assim que acordamos, ao invés de tentar fazer tudo às escuras, só porque ele não precisa de se levantar cedo...
    21. O menu do jantar nunca se torna numa enorme discussão, pois só temos de aconchegar o estômago que melhor conhecemos: o nosso!
    22. Quando pômos um CD na aparelhagem, não somos ridicularizadas se pusermos alguma faixa em repeat...
    23. Se carregarmos o telemóvel de 2 em 2 dias, não temos ninguém a quem temer explicar porquê!
    24. Podemos ficar a noite toda a ler na cama sem nos preocuparmos se a nossa luz está a incomodar alguém...
    25. Há imenso espaço no guarda-roupa!
    26. Não passamos horas a fingirmos interesse perante montras de computadores, ou em exposições de motas ou carros.
    27. Podemos desarrumar a casa à vontade, pois sabemos que não teremos de responsabilizar alguém que raramente ajuda nas limpezas!
    28. Last but not the least (a minha preferida): a tampa da sanita está sempre em baixo e sem salpicos...

    Convencidas?

    Para apimentar ainda mais o post dedico o hino das solteiras a todas as mulheres que não se assustam com a solidão! Um bem-haja...

    Etiquetas:

    11 Comments:

    At 05 junho, 2006 18:28, Blogger mnica ;* said...

    25. Há imenso espaço no guarda-roupa!
    tretas!!! nós arranjaremos mais umas coisitas catitas para aconchegar o espaço!!!

    (não é fácil viver com alguém... o pior é que quando temos o tal "principe encantado" depressa todo o amor do mundo, que é aquele que por ele sentimos, vai fazer dele o "principe esfarrapado" que mal e erradamente mimamos!!!)

    jinhos ;*

     
    At 05 junho, 2006 20:14, Blogger Eva Shanti said...

    Ora bem, sou single, tenho uma vida organizada à minha medida, mas não excluo a hipótese de vir a ter uma relação. Quero dizer com isto que não estou à procura de nada nesse campo, até porque a nível profissional a minha vida está um caos e é tudo menos estável, mas também não tenho a porta fechada. Contudo, é reservado o direito de admissão.

    Quanto aos argumentos apresentados...

    1. Não temos de lutar pela posse do telecomando da TV - o meu pai e a minha mãe têm cada um o seu comando, todavia, em casa de dúvida prevalece a vontade da minha mãe. Acho que me custa mais dividir o sofá onde gosto de ver TV deitada do que o telecomando. Que me lembre nunca briguei por causa disso.

    2. Não temos de lavar as suas meias malcheirosas - pois eu não lavo sequer as minhas meias, a máquina é que lava.

    3. Não há uma data de sapatos espalhados no meio da sala, daqueles onde tropeçamos quando chegamos às 6h da manhã...- A haver algo espalhado é meu e assumo a responsabilidade por isso.

    4. Podemos ficar deitados na banheira o tempo que quisermos, sem ninguém a bater à porta do WC a dizer que o quer usar! - Aí está uma privacidade que eu gosto, um pequeno prazer que sabe tão bem... Claro que se houver 2 ou mais WC´s na casa esta premissa não se aplica.

    5. Não temos de fingir orgasmos - Já me deixei disso há muito tempo. Agora, nem sequer por piedade!

    6. A depilação deixa de fazer parte da agenda semanal - É uma meia verdade, pois comigo é mesmo guerra ao pelo!

    7. Nunca ouvimos ninguém dizer com olhar crítico "Não vais vestir isso, pois não?" - Tenho mau feitio: não admito frases destas!

    8. Adoramos não ter de contar com ninguém! Se queremos fazer alguma coisa, fazemos... - Não diria contar a ninguém, mas adoro acordar e não ter de falar a ninguém e de chegar a casa e não falar com ninguém, nem sequer ao telefone; ou seja, mau feitio!

    9. Controlamos as nossas finanças, e se houver algum deslize será sempre por nossa causa, e não porque o "nosso" homem gastou demais em bares com os amigos - Este é um ponto sensível e custoso. Não tenho problemas em assumir responsabilidades financeiras, mas sim em dar conta dos meus gastos aos outros. Mais facilmente gastava eu em copos e borgas e outras coisas mais.

    10.Se temos a sorte de ter cama de casal, não é tão bom tê-la toda só para nós? Sou uma tonta, tenho uma cama de casal e durmo numa pontinha. Estranho, não é?

    11. Podemos estar de mau humor sem que ninguém tente tirar "nabos da púcara"!- 100% de acordo!

    12. Não acordamos a meio da noite com o soar do seu ressonar... - O problema nem é acordar a meio da noite é pregar olho!

    13. Adoramos sair à noite, sem ter de reportar tudo quando chegamos a casa! Quem tem paciência? - Adoro sair à noite, à tarde, de manhã e não dar contas a ninguém.

    14. Vamos às compras sem traçar planos mirabolantes para esconder as peças no guarda-roupa, para mais tarde fingir que as temos há séculos! - Pois, lá está, ninguém tem nada a ver com as minhas compras!

    15. Os convites para sair surgem como cogumelos, e podemos sair com toda a gente despretenciosamente...- Há fases e fases...E a variedade também enjoa, às vezes gostamos de estabilidade e comprometimento.

    16. Podemos realmente dizer o que pensamos a todos os homens, em vez de estarmos preocupadas em manter a paz - Não é bem assim... A um homem nunca convém dizer tudo, nem sequer a um gay! Mas, de uma forma geral, digo sempre o que penso, tenho é cuidado com a maneira de o fazer.

    17. Outro prazer: comer o que quisermos, às horas que quisermos! - Este é discutível.

    18. Se fores para o ginásio é porque tu queres, e não porque ele sugere que estás a precisar de perder uns quilinhos! - Ele que olhe para ele primeiro. Uma vez houve quem dissesse que eu ficava perfeita se perdesse 5 kilos. A minha reacção não foi nada boa...

    19. Estamos sempre à vontade para convidar os nossos amigos para jantar lá em casa sem nos preocuparmos se mais alguém precisa de gostar deles! - E também estamos à vontade para não convidar ninguém e estar na santa paz.

    20. Podemos abrir as cortinas assim que acordamos, ao invés de tentar fazer tudo às escuras, só porque ele não precisa de se levantar cedo... - Pois eu sei uma forma de acordar cedo e começar bem o dia...

    21. O menu do jantar nunca se torna numa enorme discussão, pois só temos de aconchegar o estômago que melhor conhecemos: o nosso! - Se não gosta amanhece-se!

    22. Quando pômos um CD na aparelhagem, não somos ridicularizadas se pusermos alguma faixa em repeat... - Sem dúvida uma vantagem, mas pode ser que ambos gostemos da mesma música...

    23. Se carregarmos o telemóvel de 2 em 2 dias, não temos ninguém a quem temer explicar porquê! - Pois, eu não gosto de dar explicações a ninguém.

    24. Podemos ficar a noite toda a ler na cama sem nos preocuparmos se a nossa luz está a incomodar alguém...- Aqui é tudo uma questão de gestão.

    25. Há imenso espaço no guarda-roupa! - Isso queria eu!

    26. Não passamos horas a fingirmos interesse perante montras de computadores, ou em exposições de motas ou carros - Gosto de computadores e gadgets, mas fretes não é comigo!

    27. Podemos desarrumar a casa à vontade, pois sabemos que não teremos de responsabilizar alguém que raramente ajuda nas limpezas! -Sem dúvida.

    28. Last but not the least (a minha preferida): a tampa da sanita está sempre em baixo e sem salpicos...- Sim, também é a minha preferida.

    Bom, acho que consegui convencer toda a gente que sou uma pessoa detestável e de mau feitio...

    Bjs

     
    At 06 junho, 2006 15:57, Blogger brun0.m@rkez said...

    bahhh

    conversa de frustradas... LOL
    tou a brincar!

    lá existe melhor coisa k discutir pelos sapatos no meio da sala!?

    *

     
    At 08 junho, 2006 09:22, Blogger johnny handsome said...

    Vocês todas dizem isso porque não me conhecem...;)) Ou conhecem????

     
    At 08 junho, 2006 14:09, Blogger no_cu_e_bom said...

    Acho que é uma opinião que tem de ser mais estudada e aprofundada. O melhor é conheceres novas pessoas pois a tua opinião à cerca dos homens esta um bocadinho exagerada.

    Beijo da tua para saempre no_cu_E_bom.

     
    At 08 junho, 2006 15:16, Blogger Hindy said...

    Boas teorias! :)
    Beijinhos

     
    At 09 junho, 2006 03:06, Blogger Cookinha said...

    Tudo tem as suas vantagens e desvantagens. Ter alguém ao nosso lado que não nos "sufoque" é muito agradável e simplesmente maravilhoso. No entanto, é muito importante sabermos estar sozinhas e termos o nosso espaço numa relação. É sobretudo fundamental, perceber e saber que nada é eterno, mesmo que desejassemos que fosse!!!

     
    At 10 junho, 2006 17:23, Blogger SoNosCredita said...

    "Last but not the least (a minha preferida): a tampa da sanita está sempre em baixo e sem salpicos..."

    concordooo!

    é como em tudo, há sempre vantagens e desvantagesn. ;)

    viva os sozinhos pos opção!!!

     
    At 12 junho, 2006 10:52, Blogger Barão da Tróia II said...

    Como dizia a minha mão "cada maluco tem o seu estalo".
    Essa coisa do "Prícipe encantado" nunca percebi, também nunca percebi como é que um ser inteligente como a mulher criou esse mito, tadinhas!

     
    At 13 junho, 2006 20:16, Blogger Salto Angel said...

    Este texto tem o seu quê de verdade e o seu quê de ficção. Mas sempre é bom estarmos num espaço só nosso (com ou sem companhia).

    Abraço ;-)

     
    At 17 julho, 2006 17:39, Anonymous Susana Moreira said...

    Estou a pensar seriamente voltar à minha vida de solteira. Sou pessoa para concordar em género, grau e nº com tudo. Quando se passa à fase da irritação, «Deus te livre», até o barulho das unhas dos pés - se o ouvesse- dá nos nervos.

     

    Enviar um comentário

    << Home

     

     
     
    |Voltar ao Topo|